Vangelis, compositor da trilha sonora de “Carruagens de Fogo”, morre aos 79 anos

Escrito por em 19/05/2022

Vangelis — Foto: Reuters

Vangelis — Foto: Reuters – Trilha do filme foi uma das mais conhecidas nos anos 80.

Vangelis, o compositor grego cuja empolgante música com tema eletrônico para o filme vencedor do Oscar de 1981, “Carruagens de Fogo”, foi uma das trilhas sonoras mais conhecidas dos anos 1980, morreu aos 79 anos, segundo a agência de notícias Athens News publicou nesta quinta-feira (19).

Citando um anúncio do escritório dos seus advogados, a agência disse que Vangelis morreu no fim da terça-feira (17), sem informar a causa da morte.

Apesar de ter tido sucesso na cena de rock progressivo europeia no começo dos anos 1970, ele ficou desconfortável com as expectativas de um artista comercial e praticamente se abrigou em um estúdio de gravação que criou para si em Londres.

Foi lá que ele escreveu a trilha sonora de “Carruagens de Fogo”, a história do triunfo de um grupo de corredores britânicos nos Jogos Olímpicos de 1924.

Vangelis uma vez disse que a trilha sonora, que lhe rendeu o Oscar e liderou as paradas por semanas, foi em parte uma homenagem ao seu pai, que havia sido um entusiasmado corredor amador. Mas ele minimizava a popularidade que ela recebeu.

“É só mais uma música”, disse, em uma entrevista.

O sucesso de “Carruagens de Fogo” ofuscou suas outras trilhas sonoras, mas ele escreveu a música de vários filmes, como “Missing – o Desaparecido”, dirigido pelo seu compatriota Costa-Gravas, e para o thriller futurista de Ridley Scott, “Blade Runner”.

Mas não é só de glória que vive o hino. Vangelis foi acusado de plágio. A denúncia acusava o autor de copiar a melodia da peça “Cidade das Violetas”, do compositor grego Stravos Logaridis. Entretanto, Vangelis venceu a causa. Ele provou judicialmente que não havia ouvido a peça de Logaridis antes de compor a música. Além disso, a sequência que teria sido plagiada já havia sido usada pelo autor em outras obras dele, anteriores à “Cidade das Violetas”. A São Silvestre não é a única a utilizar a música como tema próprio. Filmes com enredos esportivos, propagandas e paródias frequentemente se apresentam ao som de “Carruagens de Fogo”. Até mesmo o ex-presidente da Apple Steve Jobs não resistiu à melodia: apresentou o primeiro Macintosh desenvolvido pela empresa, em 1984, ao som do hit de Vangelis Depois de 100 dias do lançamento, lá veio ela de novo. Jobs voltou a utilizar a música na conferência de imprensa que comemorou o período.

Histórico olímpico

Foi a BBC que utilizou “Carruagens de Fogo” como trilha sonora da cobertura de uma Olimpíada pela primeira vez. Isso aconteceu em 1984, três anos depois do lançamento do filme, nos Jogos de Los Angeles. Em 1988, em Seul, a música voltou a soar na televisão estrangeira. Daí começaram as associações que, até hoje, permanecem. Na inauguração do estádio Olímpico de Londres, para as Olimpíadas de 2012, corredores corredores, marcharam pela rota até o novo espaço, também ao som da peça, que embalou, ainda, o desfile da tocha olímpica no mesmo ano. “Carruagens de Fogo” já teve inúmeras versões cover e, a cada dia 31 de dezembro, se fixa cada vez mais como uma obra atemporal.

A obra de Vangelis

Vangelis ganhou um Oscar pela trilha sonora de “Carruagens de Fogo”. A causa da morte de Vangelis não foi divulgada.


Opiniões dos leitores

Deixar um comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado.Campos obrigatórios marcados com *



[Não há estações de rádio no banco de dados]