TIK-TOK: O QUE É ESSA FÁBRICA DE HITS?

Escrito por em 28/07/2022

Imagem/Divulgação: Mulher mexendo no aplicativo TikTok.
Imagem/Divulgação: Mulher mexendo no aplicativo TikTok.

É nítido que o TikTok é a rede social do momento. Atualmente o número de usuários ativos da rede ultrapassa mais de 1 bilhão, tendo Estados Unidos, Brasil e Europa como os maiores mercados da plataforma.

Vale destacar que essa rede tem sido muito utilizada, desde que bombou na internet, para promover e alavancar novos hits e carreiras de artistas em ascensão. Evidentemente essa nova alternativa de veicular novidades pela indústria musical tem funcionado bastante, trazendo resultados significativos tanto para novos artistas quanto para aqueles que estão há anos na indústria.

Nessa matéria você entenderá o motivo de tudo isso e como se dá esse processo que tem sido utilizado como instrumento de marketing e lançamento de carreira de grandes artistas e hits em potencial.

imagem ilustrativa aplicativo TikTok iphone

A começar pelo surgimento do TikTok.O aplicativo foi lançado em setembro de 2016, pela ByteDance na China. Entretanto, só foi alavancar de fato na internet com o início da pandemia em 2020. De acordo com dados estatísticos contabilizados da própria marca, no final de setembro de 2021, a rede já contava com a marca de 1 bilhão de usuários ativos por mês.

Além disso, em dezembro do ano passado, de acordo com uma previsão da Insider Intelligence – empresa de pesquisa de mercado baseada em assinatura que fornece percepções e tendências relacionadas a marketing digital, mídia e comércio – a plataforma poderia se tornar a 3ª maior rede social do mundo em 2022.

Afinal, o que é o TikTok?

Trata-se de uma rede social que serve para o compartilhamento de vídeos curtos, e nele os usuários contam com uma diversidade de ferramentas de edição com filtros, legendas, trilhas sonoras, gifs e efeitos de forma prática e intuitiva. Além, é claro, de interagir com outros usuários de maneiras bem criativas, acarretando em um alto engajamento.

Sendo um dos aplicativos mais populares do mundo, segundo o site da ByteDance, seu diferencial é ser “uma das primeiras empresas a lançar produtos mobile com tecnologia de machine learning”. Além disso, foi fundada em um esforço “para combinar o poder da inteligência artificial com o crescimento da Internet móvel, de forma que revolucione a maneira como as pessoas consomem e recebem informações”.

Algo que não tem como se discutir é a tremenda facilidade que é navegar pelo TikTok de uma maneira bastante intuitiva e divertida, acessando aos vídeos disponíveis de forma vertical, apenas arrastando o dedo para cima e para baixo.

Outro destaque é o fato de que os seus algoritmos são mais assertivos e graças aos produtores de conteúdo, mais velozes. Por seu público ser altamente engajado, qualquer produção caseira e independente tem o potencial de ganhar milhões de visualizações da noite para o dia.

Dessa maneira, com o tempo, a plataforma tem sido decisiva no processo de viralização das músicas, já que é muito fácil de acessar e se conectar com milhões de pessoas que possuem gostos musicais que vão se mesclando cada vez. Sem contar outras formas de interagir que se destacam na rede, como o famoso “challenge”, traduzido para o portugûes como “desafio”, as trends e danças próprias coreografadas para as músicas.

imagem ilustrativa aplicativo TikTok celular

 

Outra forma de estratégia muito utilizada na plataforma, pode ser considerada com um “túnel do tempo”, pois justamente graças a ferramenta do TikTok, que disponibiliza músicas, uma série de singles lançados nas décadas de 70 a 90, voltaram a fazer sucesso não só na rede mas como nas plataformas musicais também.

Clássicos como “Dreams” (1975), de Fleetwood Mac, “It Must Have Been Love” (1987), de Roxette, “Just Two of Us” de Grover Washington Jr., “Smile” (2006) de Lily Allen, “More Than a Woman” (1977), do Bee Gees e milhares outros “ressurgiram” com grande movimentação nas redes.

Um caso de hit lançado há um tempo atrás que foi relembrado e bombou graças ao TikTok, foi “Beggin” da banda de hard rock italiana Maneskin, lançado originalmente em 2017 para compor o EP de estreia do grupo.

Foi estimado que a música obteve aproximadamente 400 milhões de streams únicos no primeiro semestre de 2021. No momento ela conta com mais de 9,1 milhões de vídeos utilizando o áudio oficial da banda.

Vale lembrar que o quarteto italiano marcou sua estreia na indústria fonográfica quando se posicionou em 2º lugar no programa de talento britânico The X Factor em 2017.

Assim, o “ressurgimento” do quarteto italiano na plataforma, ganhou destaque, especialmente, por ter colocado o rock de volta às paradas musicais.

Relembre o hit e ouça em nossa programação também:

Artistas no TikTok

Com a percepção de que com a criação de uma conta para veicular seus novos e antigos hits traz um engajamento positivo, e consequentemente relevância na indústria musical, os artistas, clássicos ou não, tem constantemente se adaptado ao TikTok como uma forma de estratégia.

Um exemplo foi quando a banda britânica de rock Pink Floyd resolveu se inteirar no mundo digital, no final de maio deste ano, elaborando um perfil no TikTok. Logo no primeiro dia de uso e dois vídeos publicados, o grupo contou com mais de 7 mil seguidores e 20 mil curtidas. No momento, a conta soma mais de 196 mil seguidores e aproximadamente 970 mil likes.

perfil do TikTok do Pinky Floyd

 

Outro grupo que também se juntou ao TikTok foi a banda britânica de rock Led Zeppelin. A decisão foi divulgada pela gravadora Warner Music por meio de uma nota em outubro de 2022.

Na época, de acordo com o anúncio da Atlantic Records, conglomerado responsável pela discografia do grupo, o perfil @ledzeppelin contaria com artes e gráficos da banda, apresentações clássicas ao vivo e outros conteúdos em vídeo. Ao todo, foram estabelecidas mais de 100 músicas de seus álbuns de estúdio e ao vivo. Agora, o perfil do grupo acumula mais de 318 mil seguidores e 1,8 milhões de curtidas.

 

perfil Led Zeppelin TikTok

Confira agora uma lista com as bandas e os artistas com mais seguidores na rede nos últimos meses:

  1. Jason Derulo (12° no ranking geral)
  2. BTS (16° no ranking geral)
  3. Billie Eilish (33° ranking geral)
  4. Selena Gomez (38° ranking geral)
  5. Ariana Grande (58° no ranking geral)
  6. BLACKPINK (70° no ranking geral)
  7. Camilo (75° no ranking geral)
  8. Marshmello (79° no ranking geral)
  9. Justin Bieber (85° no ranking geral)
  10. Karol G (88° no ranking geral)

 

Novos artistas no TikTok

Como dito anteriormente nesta matéria, o TikTok é um verdadeiro “trampolim para a carreira” de diversos artistas que procuram se destacar nas plataformas.

E nesse quesito não há como não mencionar a cantora e compositora californiana Olivia Rodrigo que hoje é considerada um dos grandes fenômenos atuais do pop, graças às proporções expansivas do TikTok. Em menos de um ano de carreira, a artista lançou grandes hits, como “Drivers License”, “Good 4 U” e “Traitor”, além de conquistar diversos prêmios em grandes eventos, como o GrammyAmerican Music AwardsBillboard Music Awards, etc.

A cantora também vendeu milhões de cópias de álbuns e alcançou o topo das paradas da Billboard. Seu rápido sucesso começou por um motivo: as composições viralizaram no Tiktok. Na rede social, os usuários passaram a reproduzir trends e danças que auxiliaram no consumo das canções da norte-americana.

E não foi só esta artista que teve sua carreira alavancada. Como por exemplo, a cantora e compositora canadense de 18 anos, Lauren Spencer-Smith teve dois super lançamentos ovacionados na internet: “Fingers Crossed” e “Flowers”. Somando o número de streams das músicas no aplicativo, o número soma mais de 130 mil reproduções. Relembre:

 

 

A cantora e compositora londrina Mina Okabe também fez um sucesso na plataforma, com o single “Every Second”, lançado originalmente em agosto de 2021.


Opiniões dos leitores

Deixar um comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado.Campos obrigatórios marcados com *



[Não há estações de rádio no banco de dados]