PARÁ DE MINAS: Polícia apreende adolescente que teria matado tio e avô pelo namorado

Escrito por em 18/11/2020

Por: Jornal O Tempo

A paixão pelo namorado, um homem de 28 anos, estimulou uma garota de apenas 15 a aceitar participar dos assassinatos do tio, de 34 anos, e do próprio avô, de 74, que não aceitaram o relacionamento. Ela acabou apreendida pela Polícia Civil de Minas Gerais (PCMG) nessa segunda-feira (16), praticamente um ano após o crime, que ocorreu em dezembro no município de Pará de Minas, na região Centro-Oeste do estado.

Além dela, a corporação também conseguiu recolher um outro adolescente, este de 17 anos, suspeito de envolvimento no duplo homicídio. Foram detidos em época anterior o namorado da garota e um homem, hoje com 18 anos, que teria efetuado os disparos contra a família.

Os assassinatos aconteceram três dias após o Natal, em 28 de dezembro do ano que se passou. Seguindo o combinado, à hora marcada, a garota de 15 anos foi até o portão da residência em que vivia com a família e deixou-o aberto para facilitar a entrada dos suspeitos.

Alguns minutos depois, os adolescentes de 17 anos – um deles hoje com 18, o que é procurado – invadiram o imóvel, surpreenderam o tio e o avô da menina e dispararam contra eles. Familiares da garota não resistiram e morreram na hora. Logo depois do crime, os suspeitos teriam furtado o celular de um deles e levado à adolescente.

Investigações transcorridas no último ano levam a Polícia Civil a crer que uma suposta briga entre o namorado da garota, um homem de 28 anos, e os familiares dela seria a real motivação do crime. O companheiro da menina é apontado como mentor intelectual do duplo homicídio, e também como facilitador dos meios para a execução da ação do grupo.

Os adolescentes recolhidos pela corporação foram encaminhados a uma unidade socioeducativa e vão responder segundo as medidas do Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA).

Os outros dois, maiores de idade, estão detidos. “Os suspeitos, de 18 e 28 anos, são conhecidos no meio policial por envolvimento com tráfico de drogas e homicídios, e se encontram no sistema prisional à disposição da Justiça”, esclarece o delegado Douglas Barcelos, responsável pelas investigações.

Crime aconteceu há um ano em Pará de Minas. Foto: Divulgação Prefeitura Municipal de Pará de Minas


Opiniões dos leitores

Deixar um comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado.Campos obrigatórios marcados com *



[Não há estações de rádio no banco de dados]