MPMG deflagra operação que investiga conduta de fiscais de obras do município de Divinópolis

Escrito por em 23/11/2021

O Ministério Público de Minas Gerais (MPMG), por meio da Promotoria de Justiça de Defesa do Patrimônio Público de Divinópolis, deflagrou nesta terça-feira, 23 de novembro, uma operação que investiga a conduta de fiscais de obras do município, envolvidos possivelmente em práticas de corrupção passiva e ativa, falsidade ideológica, inserção de dados falsos em sistema de informações e associação criminosa, crimes previstos nos artigos 288, 299, 313-A, 317 e 333, todos do Código Penal.

A operação, denominada Saracura, contou com apoio do Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco/Divinópolis) e da Polícia Militar. No total, foram cumpridos nove mandados de busca e apreensão e oito de afastamento das funções públicas, expedidos pelo juízo da 2ª Vara Criminal de Divinópolis.

Os alvos são, em sua maioria, fiscais de obras do município, responsáveis pelas fiscalizações a cargo da Diretoria de Cadastro, Fiscalização e Aprovação de Projetos da Prefeitura Municipal de Divinópolis.

Segundo o MPMG, os fiscais ficarão afastados de suas funções por, pelo menos, cento e oitenta dias, enquanto as investigações são finalizadas. Também estão proibidos de acessarem o local onde trabalhavam, medida que visa a preservação de provas dos eventuais ilícitos praticados.

As suspeitas são de recebimento de vantagem indevida para falsear relatórios de vistorias, evitar autuações, agilizar aprovação de projetos entre outros.

A Operação João Saracura – fiscal de obras eternizado por Adoniran Barbosa, na composição Abrigo de Vagabundos – contou com a participação de dois promotores de justiça, cinco servidores do MPMG e 37 policiais militares.

Fonte: MPMG
Foto: MPMG/Divulgação Sede do MPMG, em Belo Horizonte

Opiniões dos leitores

Deixar um comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado.Campos obrigatórios marcados com *



[Não há estações de rádio no banco de dados]