Morte de idosa por Covid e mais 58 casos da doença em Itaúna nesta segunda-feira, 23/11

Escrito por em 24/11/2020

Uma morte que aconteceu na quarta-feira, 18/11, e estava sob suspeita de ter sido provocada por Covid foi comprovada nesta segunda-feira, 23/11. De acordo com informativo da Prefeitura de Itaúna, emitido na manhã desta segunda-feira, a paciente tinha 65 anos e era “portadora de doenças crônicas prévias”. Questionada pelo jornalismo do Grupo Rádio Clube a Assessoria de Comunicação da prefeitura informou que a doença crônica prévia da idosa era Hipertensão arterial sistêmica. Com mais esse óbito Itaúna chega a 29 pessoas mortas pelo novo Coronavírus.

Contágio em alta

Há uma semana explodiram os casos de Coronvírus em Itaúna, de acordo com os boletins da Prefeitura. A semana logo após as eleições, no período primeiro caso confirmado de Covid na cidade, em abril.

Na semana foram registradas 205 pessoas com resultado positivo para Covid-19 em Itaúna. Nesta segunda-feira, 23/11, confirmando a tendência de alta nos casos, a cidade registrou mais 58 pessoas com resultado positivo para Covid-19. Com isso Itaúna passa a ter 1.739 casos notificados confirmados sendo 1.543 recuperados. A cidade tem 167 pessoas com o vírus ativo.

Hospital Manoel Gonçalves

No Hospital Manoel Gonçalves dos 8 leitos de UTI do SUS para casos de Covid, sete estão ocupados. Há também dois leitos para pacientes particulares ou cujo plano de saúde cobre internação na UTI. Na enfermaria a cidade tem 9 pacientes internados.

Onda Vermelha

Na quarta-feira a microrregião de Itaúna – formada por Itaúna, Itatiaiuçu, Itaguara e Piracema – foi classificada na Onda Vermelha do programa Minas Consciente do governo do estado. De acordo com a classificação a cidade deveria fechar todo o comércio e abri somente os serviços essenciais. Entretanto, a cidade foi beneficiada pela classificação da macrorregião, que engloba um número maior de cidade da região Centro Oeste, e está na Onda Verde. De acordo com o Minas Consciente, o prefeito da cidade pode optar por qual onda seguir no caso de divergência na classificação da micro com a macrorregião. Como Itaúna não poderia ficar na Onda Verde por não ter ficado pelo menos 28 dias seguidos na Onda Amarela, o prefeito manteve a classificação anterior, na Onda Amarela.

Jornalismo Grupo Rádio Clube de Itaúna

 


Opiniões dos leitores

Deixar um comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado.Campos obrigatórios marcados com *



[Não há estações de rádio no banco de dados]