Monitores do Rotativo não podem mais multar motoristas em Itaúna

Escrito por em 21/10/2020

Com a derrubada na reunião desta terça-feira, 20/10, do veto do prefeito Neider Moreira os monitores do Rotativo ZAR – Zona Azul rápida – de Itaúna estão proibidos, novamente, de aplicar multas aos motoristas. O projeto, de autoria da vereadora e candidata a prefeita, Otacília Barbosa, foi aprovado na Câmara em agosto e vetado pelo prefeito Neider Moreira. A derrubada do veto aconteceu por unanimidade o que impede que os monitores apliquem multas aos motoristas que não realizarem o pagamento do estacionamento rotativo.

De acordo com a vereadora Otacília Barbosa, estão proibidas, também, as cobranças das notificações que já foram emitidas.

A cobrança de multas pelos monitores do rotativo foi publicada em decreto municipal em fevereiro deste ano. O Ministério Público investiga a legalidade desta ação. Em abril, logo no início da pandemia, sem nenhum comunicado ou divulgação da medida pela prefeitura ou pela empresa que administra o estacionamento rotativo na cidade, as multas começaram a ser aplicadas.

Venda fracionada de talões

Outro veto do prefeito Neider Moreira foi derrubado na reunião desta terça-feira relacionado ao rotativo. O prefeito tinha vetado o projeto da vereadora Márcia Cristina (candidata à reeleição) que obriga a venda de talões fracionados no estacionamento rotativo. Com essa derrubada, a empresa que administra o rotativo terá de providenciar talões fracionados para serem vendidos nos pontos onde são comercializadas as permissões online de estacionamento.

 

Fonte: Jornalismo Grupo Rádio Clube de Itaúna com informações do Portal Viu Itaúna


Opiniões dos leitores

Deixar um comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado.Campos obrigatórios marcados com *



[Não há estações de rádio no banco de dados]