Minas Gerais investiga casos suspeitos de varíola de macacos em Belo Horizonte e Ouro Preto

Escrito por em 16/06/2022

Por Portal G1

A Secretaria de Estado de Saúde de Minas Gerais (SES-MG) investiga mais dois casos suspeitos de varíola de macacos. Um deles é de um morador de Belo Horizonte e outro paciente vive em Ouro Preto, na Região Central do estado.

Um terceiro caso é investigado em Ituiutaba, no Triângulo Mineiro.

 

Segundo a SES, até o momento, os casos suspeitos não têm histórico de deslocamentos ou viagens para o exterior.

As amostras estão sendo analisadas pela Fundação Ezequiel Dias (Funed).

Mudança de nome

 

Após mais de 1.600 casos, a Organização Mundial da Saúde (OMS) está colaborando com especialistas para adotar um novo nome para a varíola dos macacos.

A iniciativa ocorre depois que mais de 30 cientistas escreveram na semana passada sobre a “necessidade urgente de um (nome para a doença e para o vírus) que não seja discriminatório nem estigmatizante”.

Para o grupo de pesquisadores, que sugeriu o nome hMPXV, há também diversas referências incorretas e discriminatórias ao vírus como sendo africano.

A doença matou 72 pessoas em países onde ela é considerada endêmica (presente numa região de forma permanente, com números constantes por vários anos), como áreas de floresta tropical na África Central e na África Ocidental.


Opiniões dos leitores

Deixar um comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado.Campos obrigatórios marcados com *



[Não há estações de rádio no banco de dados]