‘Minas Consciente’: depois de mais de dois meses na fase Vermelha, macrorregião Oeste avança para a Onda Amarela

Escrito por em 09/07/2021

Por Jornalismo Grupo Rádio Clube de Itaúna com informações de Portal G1

Depois de mais de dois meses na fase Vermelha do “Minas Consciente”, a macrorregião Oeste avançou para a Onda Amarela após reunião do Comitê Extraordinário Covid-19 nesta quinta-feira (8).

Segundo o Estado, o avanço da região e também de outras no programa foi possível devido à queda consistente dos indicadores que medem a situação da pandemia em Minas. A taxa de incidência da doença, que demonstra a circulação do vírus na sociedade, teve queda de 29% na última semana e de 36% nos últimos 14 dias.

Sendo assim, todas as regiões do estado estarão autorizadas a retomarem o ensino presencial com segurança.

“O vírus está circulando menos, os gráficos mostram isso. Menos pessoas estão com sintomas, buscando atendimento especializado. Tivemos uma queda robusta na procura por leitos, principalmente nas regiões Centro, Centro-Sul, Oeste e Triângulo do Sul”, afirmou o secretário de Estado de Saúde, o médico Fábio Baccheretti.

A ocupação de leitos de Unidade de Tratamento Intensivo (UTI) Covid em Minas é de 68%. No último mês, o número de pacientes aguardando uma unidade de terapia intensiva caiu de 227 para 54.

Queda de óbitos

O Estado apontou ainda que a mortalidade por faixa etária a cada 100 mil habitantes também apresentou uma queda expressiva, especialmente entre os grupos imunizados.

Na faixa etária com 80 anos ou mais, a taxa caiu de 12% para 10% desde o início da pandemia. Em pessoas entre 70 e 79 anos, a redução foi de 43% para 28%. E entre 60 e 69 anos, a queda foi de 24% para 19%.

 

Onda Amarela

Na Onda Amarela os bares podem receber o público nos estabelecimentos, o distanciamento sugerido é de um metro e meio e a lotação dos espaços aumenta para 75%. Além disso, eventos também são permitidos com até 100 pessoas, desde que sejam respeitados os protocolos de segurança.


Opiniões dos leitores

Deixar um comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado.Campos obrigatórios marcados com *



[Não há estações de rádio no banco de dados]