Governo de Minas Gerais alcança equilíbrio fiscal pela primeira vez em nove anos

Escrito por em 29/01/2022

Cidade Administrativa, sede do governo de Minas Gerais. — Foto: Danilo Girundi / TV Globo

Cidade Administrativa, sede do governo de Minas Gerais. — Foto: Danilo Girundi / TV Globo

 

O governo divulgou, nesta sexta-feira (28), que Minas Gerais alcançou equilíbrio fiscal das contas públicas pela primeira vez em nove anos. O dado, referente a 2020, está no relatório resumido de execução orçamentária, que traz as despesas e receitas nos últimos doze meses.

Neste período, o estado conseguiu um saldo positivo de R$106 milhões. Isso não acontecia desde 2012. O relatório com os números vai ser divulgado neste sábado no diário oficial do estado.

O governo disse que houve aumento de R$ 17 bilhões da receita tributária, mas não explicou as razões para este crescimento.

Orçamento

 

orçamento do estado para 2022 prevê um déficit de de R$11,7 bilhões. A receita deve ultrapassar os R$ 125,7 bilhões, R$ 20 bilhões a mais que os R$ 105,7 bilhões previstos na lei orçamentária para 2021.

As receitas de capital devem crescer 397,3%, segundo o texto aprovado pela Assembleia Legislativa de Minas Gerais (ALMG), chegando a R$ 3,21 bilhões em 2022.

 

O orçamento prevê ainda um aumento de 32,1% na arrecadação do Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS), principal fonte de receitas do governo do estado, o que corresponde a 58,5% do dinheiro que entra nos cofres públicos.

Calamidade x acerto de contas

 

Em dois anos, o governo de Minas Gerais passou de uma dívida de R$ 30 bilhões e estado de “falência”, de acordo com o governador Romeu Zema (Novo), para fim do parcelamento dos salários dos servidores, pagamento de dívidas de saúde a municípios e até aumento no valor das bolsas da Fapemig.


Opiniões dos leitores

Deixar um comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado.Campos obrigatórios marcados com *



[Não há estações de rádio no banco de dados]