Falsa enfermeira já vacinava pessoas em BH desde o início do mês, diz PF

Escrito por em 03/04/2021

Por Estado De Minas

A falsa enfermeira presa pela Polícia Federal por realizar suposta vacinação contra COVID-19 em garagem de empresa de ônibus em Belo Horizonte já atuava com o esquema na cidade desde o início de março, conforme investigações da Polícia Federal.

A mulher, que foi levada para a Penitenciária Estevão Pinto na noite dessa terça (30/3), teve a prisão temporária convertida em preventiva.

As autoridades constataram que a mulher, que na verdade era uma cuidadora de idosos, atendia também a domicílio.

De acordo com as investigações, um dos bairros em que ela mais fez “atendimentos” – em casas e apartamentos – foi o Belvedere, de classe alta, no Centro-Sul da capital mineira.

“Os moradores lá estão todos sem saber o que fazer”, afirma um empresário que frequenta a região. Diligências feitas pela Polícia Federal encontraram na casa dela ampolas de soro fisiológico. A suspeita é que era isso que vinha sendo aplicado nas pessoas que contratavam seus serviços.

Conforme a PF, a falsa enfermeira, com os recursos que ganhava com a aplicação da “vacina”, estava comprando carro e um sítio.


Opiniões dos leitores

Deixar um comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado.Campos obrigatórios marcados com *



[Não há estações de rádio no banco de dados]