Dia do Comerciante: atividade é essencial para a economia local e nacional

Escrito por em 16/07/2020

Comemorado em 16 de julhoDia do Comerciante é uma data que homenageia a todos os profissionais desta atividade tão importante.

Considerado um dos trabalhos mais antigos do mundo, o comércio é uma atividade extremamente importante para o desenvolvimento econômico do país.

Essa atividade é a maior geradora e distribuidora de renda, nos variados negócios. Seja através de uma loja comercial, de uma imobiliária, uma empresa de consultoria, de armazenamento, empresas de importação e exportação, turismo, lazer, educação, atividades autônomas, e mais uma centena de outras atividades, que movimentam a economia local e nacional. Há também uma área do comércio que está ganhando cada vez mais destaque que é a venda de “serviços”, empregando e gerando renda para cada vez mais pessoas.

Por isso, toda política de desenvolvimento tem que passar por um segmento tão representativo como esse. O fortalecimento dos comerciantes é o fortalecimento da nação, por isso comemoramos esta data tão importante, principalmente em um momento tão adverso quanto o que atravessamos em 2020.

Como surgiu a data

Criado pela Lei nº 2048, de 26 de outubro de 1953, o Dia do Comerciante teve como base a data de nascimento do economista e político José Maria da Silva Lisboa, o Visconde de Cairú, patrono do comércio brasileiro.

O Visconde
José Maria da Silva Lisboa, baiano, de Salvador, foi deputado, senador e secretário da Fazenda Real. Economista por formação acadêmica, foi detentor do título de Patrono do Comércio do Brasil por suas iniciativas em prol do desenvolvimento das relações comerciais do país com outras nações.

Leis

O futuro Visconde de Cairú foi o responsável pela obtenção de leis que beneficiaram o iniciante comércio brasileiro, na época totalmente dependente de Portugal. Sua ação ficou reconhecida com a assinatura da histórica Carta Régia, de 28 de janeiro de 1808. Por ela, D. João VI, aconselhado pelo Visconde, abriu os portos brasileiros ao comércio exterior.

Com o livre comércio, a estrutura colonial se rompeu e, desde então, o comércio brasileiro se desenvolveu com mais força.

Confira a homenagem do Grupo Rádio Clube de Itaúna a todos os comerciantes:

Abaixo sonora da Clube FM 93,5:

Abaixo sonora da Conexão FM 106,5:

Fonte: Jornalismo Grupo Rádio Clube de Itaúna


Opiniões dos leitores

Deixar um comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado.Campos obrigatórios marcados com *



[Não há estações de rádio no banco de dados]