COVID: Kalil avisa que vai pegar pesado com quem desobedecer protocolos sanitários em BH

Escrito por em 26/11/2020

Por: Agência Rádio Nacional

O prefeito de Belo Horizonte, Alexandre Kalil, advertiu, nesta quarta-feira, que vai retomar o fechamento da cidade se a população e o comércio não respeitarem os protocolos de proteção contra o coronavírus.

Kali disse que não há uma segunda onda de contaminação na cidade e o que está acontecendo é a irresponsabilidade de alguns setores da sociedade.

Segundo o último boletim da Secretária de Saúde, divulgado nesta terça-feira, a incidência de novos casos por 100 mil habitantes cresceu de 52 para 90,9 em novembro.

A prefeitura informou que a ocupação dos leitos de UTI na rede privada aumentou em mais de 100% nos últimos 15 dias. Já no SUS, a ocupação real das UTIs destinadas à Covid é de 60%. Já foi iniciada a realocação dos leitos que haviam sido deslocados para outras comorbidades, e se destinados novamente, o percentual de ocupação prevista cai para 40%.

Segundo Kalil, a administração da capital mineira tem recursos próprios, caso isso seja necessário, para comprar vacinas contra a Covid e imunizar a população do município.

O prefeito disse também que será aumentada a fiscalização do comércio, bares e restaurantes, e que agora os estabelecimentos serão fechados caso não respeitem os protocolos.

Como voto de confiança, a prefeitura afirmou que autorizou a abertura do comércio aos domingos para que se evite aglomerações para as compras do final do ano.

Confira entrevista do repórter Gésio Passos da Rádio Nacional

Kalil durante coletiva: falta de empatia e ignorância podem fechar BH. Foto: Ramon Bitencourt/O TEMPO

Foto: Ramon Bitencourt/O TEMPO


Opiniões dos leitores

Deixar um comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado.Campos obrigatórios marcados com *



[Não há estações de rádio no banco de dados]