Comércio em Itaúna vai reabrir com escala de funcionamento em dias e horários diferenciados

Escrito por em 15/04/2020

A prefeitura de Itaúna autorizou na noite de terça-feira, 14, por meio do decreto número 7.132, a reabertura do comércio varejista na cidade desde que obedecidas uma série de regras.

A reabertura acontecerá também de acordo com uma escala de dias e horários específicos para cada setor do varejo.

Confira abaixo as especificações do Decreto 7.132/2020:

Funcionamento do comércio varejista, dividido em categorias, conforme dias e horários abaixo especificados, de forma individualizada

  • Segundas-feiras, quartas-feiras e sextas-feiras, de 09h00 às 18h00: Lojas de departamentos, artigos de esportes, ferragens, bijuterias, presentes, magazines, eletroeletrônicos, eletrodomésticos, colchões e móveis;
  • Terças-feiras, quintas-feiras e sábados, de 09h00 às 18h00 (exceto sábados, que será de 09h00 às 16h00): Óticas, vestuário, calçados, lojas de tecidos, armarinhos e aviamentos, relojoarias, serviços de impressão e cópias, joalherias, perfumarias e cosméticos, floriculturas e artigos pessoais;
  • Os estabelecimentos acima deverão oferecer aos clientes álcool 70% líquido ou gel, higienizar no início das atividades e durante o período de funcionamento os pisos banheiros, preferencialmente com água sanitária, dentre outras medidas do gênero informadas no Decreto municipal.

 

Poderão funcionar, desde que permanecendo com suas portas preferencialmente fechadas ou com barreiras que impeçam o acesso irrestrito de clientes ao seu interior

  • Bares, restaurantes, lanchonetes, sorveterias, vendas de açaí e similares, lojas do segmento de chocolates, food trucks e depósitos de bebidas, vedado o self service (autoatendimento/autosserviço) e consumo no local;
  • Autopeças em geral;
  • Marmorarias, serralherias e marcenarias;
  • Papelarias;
  • Estabelecimentos de segurança privada;
  • Serviço de atendimento por telefone (call center), telecomunicações e internet;
  • Locação de maquinários, equipamentos ou bens de qualquer espécie;
  • Vigilância e certificações sanitárias e fitossanitárias;
  • Revendas de automóveis, oficinas mecânicas, lanternagem e pintura e borracharias;
  • Inspeção de alimentos, produtos e derivados de origem animal e vegetal;
  • Vigilância agropecuária;
  • Controle de tráfego;
  • Prevenção, controle e erradicação de pragas dos vegetais e de doença dos animais;
  • Atividades agrossilvipastoris e agroindustriais;
  • Transporte e entrega de cargas em geral;
  • Atividades contábeis, jurídicas e de despachantes, priorizando o home office;
  • Transporte de numerário;
  • Guarda, uso e controle de substâncias radioativas, de equipamentos e de materiais nucleares;
  • Mercado de capitais e seguradoras;
  • Cuidados com animais em cativeiro, inclusive zona rural, em clínicas veterinárias e pet shops, tais como alimentação, remédio, etc;
  • Barbearias, salões de beleza e clínicas de estética, centros de ginástica e estabelecimentos de condicionamento físico; desde que para atendimento individualizado, preferencialmente por agendamento.
  • Food truckssomente poderão funcionar mediante entrega a domicílio.

Prestadores dos serviços de entrega em domicílio / delivery

  • Usar Equipamento de Proteção Individual – EPI, conforme Programa de Prevenção de Riscos Ambientes da empresa, e de acordo com a Norma Regulamentadora nº 9 do
    Ministério do Trabalho e Emprego;
  • Higienizar “caixas box” e interior de veículos com álcool 70% (setenta por cento);
  • Higienizar máquina de cartão e mãos com álcool 70% (setenta por cento) após realizar a entrega;
  • Manter distância, na medida do possível, das pessoas que receberão as mercadorias;
  • Não entrar nas áreas internas dos estabelecimentos e nem dos locais de entrega.

 Você confere a íntegra do Decreto 7.132/2020 clicando aqui

Fonte: Jornalismo Grupo Rádio Clube de Itaúna


Opiniões dos leitores

Deixar um comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado.Campos obrigatórios marcados com *



[Não há estações de rádio no banco de dados]