Bolsonaro recua e passa a defender voto eletrônico

Escrito por em 09/11/2021

Por Estado de Minas

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) mudou o discurso que vinha adotando nos últimos meses e, pela primeira vez, defendeu o voto eletrônico. Ele participou de um evento em Ponta Grossa (PR) na sexta-feira (5/11) e disse que passou a acreditar na urna eletrônica depois de anunciar que as Forças Armadas acompanharão o processo eleitoral.

“Tenho tranquilidade, porque o voto eletrônico vai ser confiável ano que vem. Por quê? Porque tem portaria do presidente do TSE, o Barroso, convidando entidades para participar das eleições, entre elas as nossas, as suas Forças Armadas”, afirmou o presidente, que esteve no interior do Paraná para participar de entrega da ampliação de sistemas de abastecimento de água.

A mudança de postura de Bolsonaro ocorreu dois meses depois das manifestações de 7 de setembro. No ato, uma das bandeiras defendidas pelos participantes foi a instituição do voto impresso nas eleições do ano que vem.


Opiniões dos leitores

Deixar um comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado.Campos obrigatórios marcados com *



[Não há estações de rádio no banco de dados]