Betim confirma prazo de chegada da Sputnik V até 30 de abril

Escrito por em 08/04/2021

Por Estado de Minas

A corrida para imunizar toda a população contra a COVID-19 tem encontrado obstáculos burocráticos que interferem diretamente nas intenções de compras governamentais. A Sputnik V, por exemplo, é uma das mais baratas do mercado, mas, por falta de informações técnicas, ainda não tem autorização da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa).

Apesar desses entraves, a prefeitura de Betim afirma que aguarda a chegada deste imunizante até 30 de abril. A vacina russa segue sem previsão de ser usada pelo Ministério da Saúde.

A prefeitura de Betim anunciou em 11 de março a compra de 1,2 milhão de doses da Sputnik V, desenvolvida pelo Centro de Pesquisas Gamaleya. O acordo foi firmado de forma independente entre o município e os representantes russos. O valor da compra foi de 11,6 milhões. Este imunizante é aplicado em duas doses, com intervalo de 21 dias entre cada aplicação.

 

Em 1º de abril, a prefeitura publicou decreto para as empresas do município realizarem cadastros de categorias previstas no Plano Nacional de Imunização (PNI). Além das empresas e indústria, todo o setor privado de Educação (do pré-escolar ao Ensino Superior) precisa se cadastrar. A intenção é vacinar todos os profissionais, mesmo aqueles que moram em outras cidades, mas que trabalhem em Betim.

 

Será necessário a empresa relatar número de colaboradores, nomes e comprovar vínculo empregatício com CNPJ de Betim.


Opiniões dos leitores

Deixar um comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado.Campos obrigatórios marcados com *



[Não há estações de rádio no banco de dados]