Avanço do COVID-19 provoca aumento do medo no Brasil, revela pesquisa. População teme contaminação, mas também a saturação do sistema de saúde e crise econômica

Escrito por em 26/03/2020

Pesquisa do Instituto QualiBest mostra que os brasileiros estão ficando cada vez mais amedrontados com a pandemia do novo coronavírus. Hoje, quando estimuladas a apontar um número de 0 a 10 para o grau de medo diante do vírus, mais da metade das pessoas (55%) se classifica em escalas acima de 8 – o que indica muito medo. No começo do mês, quando o instituto fez a mesma pergunta, esse número era de 33%.

“Os dados mostram que a população está preocupada mesmo é com a própria vida. A questão é muito mais de sobrevivência neste momento, tanto no caso de ficarem doentes como em como vai ser o cotidiano delas diante no momento de crescimento da doença no Brasil”, afirma Daniela Malouf, diretora geral do QualiBest.

De fato, quando questionadas sobre o que mais temem em meio à pandemia, a maioria dos brasileiros afirma que é ser ou ter alguém da família contaminados (73%).

Mas há outras preocupações: depois da contaminação, por exemplo, seis em cada dez pessoas (63%) temem que o sistema de saúde do país não consiga atender todos os doentes, enquanto um terço da população (35%) está temerosa da crise econômica decorrente da pandemia.

Pandemia e fome

Há ainda um universo de 26% de brasileiros com medo de que comece a faltar comida em casa – hoje, supermercados, quitandas e feiras livres ainda estão autorizadas a funcionar.

“O que a gente nota nos dados é que são vários medos: de ficar doente e não ser atendido, de perder o emprego, de ficar sem dinheiro ou mesmo de não ter como comprar alimentos”, completa.

Pesquisa

O Instituto QualiBest ouviu 1.098 pessoas de todas as regiões do Brasil e de várias classes socioeconômicas acima dos 18 anos na primeira onda do estudo, que aconteceu entre os dias 10 e 11 de março. Na segunda onda, entre os dias 20 e 21 do mesmo mês, foram ouvidas 1.005 pessoas.

As entrevistas foram feitas por meio da plataforma QExpress – um método ágil de pesquisas do QualiBest que conta com o painel proprietário do instituto – uma base online de 250 mil respondentes. A margem de erro é de 2 pontos percentuais.

Sobre o Instituto QualiBest

Fundado em 2000, o Instituto QualiBest é pioneiro no segmento de pesquisa digital no Brasil e realiza, por meio do painel com 250mil cadastrados e outras diversas fontes de dados, estudos qualitativos e quantitativos com técnicas inovadoras e tecnologia de ponta. Com uma equipe multidisciplinar, a empresa já desenvolveu mais de 5 mil estudos, atendendo a mais de 400 clientes em diferentes setores. Para saber mais, acesse: www.institutoqualibest.com.br.

Fonte: Instituto QualiBest


Opiniões dos leitores

Deixar um comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado.Campos obrigatórios marcados com *



[Não há estações de rádio no banco de dados]