Após 8 capitais suspenderem vacinação, prefeitura mantém cronograma em BH

Escrito por em 26/07/2021

Por Jornal O Tempo

Apesar de pelo menos oito capitais pelo Brasil interromperem a aplicação da primeira dose da vacina contra a Covid-19, a Prefeitura de Belo Horizonte informou que o cronograma de imunização vai seguir normalmente na semana que começa nesta segunda-feira (26). A capital mineira vai, inclusive, abrir novos grupos.

Segundo a Secretaria Municipal de Saúde (SMSA), no sábado (24) foram vacinados com a segunda dose moradores da capital com 52 anos completos até 31 de julho. Na segunda-feira (26), será a vez de pessoas com 37 anos completos até a mesma data receberem a primeira dose.

Na terça-feira (27) e quarta-feira (28) os trabalhadores da saúde entre 18 e 36 anos poderão completar a imunização com a segunda dose. Na quinta-feira (29), a prefeitura quer dar início à imunização de moradores com até 36 anos.

Já a Secretaria de Estado de Saúde de Minas Gerais (SES-MG) foi mais cautelosa e preferiu não fazer previsões. A pasta estadual afirmou, por nota, que “que aguarda para o início da semana nova remessa de doses por parte do Ministério da Saúde para o processo de vacinação dos mineiros”.

O último lote de vacinas distribuído pelo governo foi na última terça-feira (20), quando aproximadamente 842 mil imunizantes foram entregues às regionais de saúde.

Alguns municípios têm reclamado de atraso por parte do Ministério da Saúde em uma entrega que estava prevista para os últimos dias. A falta dos imunizantes interrompeu o calendário de vacinação em algumas capitais. Em Campo Grande, no Mato Grosso do Sul, não há doses suficientes para avançar na vacinação. Em Vitória, capital do Espírito Santo e em Belém, no Pará, as prefeituras suspenderam as aplicações no fim de semana e esperavam a chegada de novas doses para anunciarem o calendário da semana.

No Rio de Janeiro, o prefeito Eduardo Paes criticou o governo federal ao anunciar a suspensão das primeiras doses. Por lá, só os cariocas que completarão o clico de imunização conseguem sucesso nos postos de saúde. A situação é a mesma vivida em Florianópolis, Salvador, Maceió e João Pessoa.


Opiniões dos leitores

Deixar um comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado.Campos obrigatórios marcados com *



[Não há estações de rádio no banco de dados]